19/08/14

Saga das peles oleosas: AS MARAVILHAS DO LEITE DE MAGNÉSIA!! Post antigo.


Eu sempre estou a procura de produtos baratinhos, já falei sobre o LEITE DE COLÔNIA, HIPOGLÓS, BEPANTOL e agora trouxe mais uma descoberta: O LEITE DE MAGNÉSIA!!!

Eu vi muitas indicações de uso do leite de magnésia, mas preferir usar para matificar a pele, tudo bem que o cheirinho não ajuda muito, mas os benefícios e o precinho R$ 3,99 faz desse produto uma maravilha para quem sofre com a oleosidade.

A sua composição é de MAGNESIA LIQUIDA CONCENTRADA. CADA COLHER DAS DE SOPA (15 ML) CONTEM 1.200 MG DE HIDROXIDO DE MAGNESIO MG (OH)2 EM SUSPENSAO EDULCORADA E AROMATIZADA.

Ele é um antiácido, mas tem sido indicado como desodorante natural e agora como um matificante, pois puxa a oleosidade da pele e ajuda a diminuir os poros. Estou usando pela manhã, após limpeza e hidratação e antes da maquiagem (passo uma quantidade pequena com algodão) e os resultados foram excelentes, ele seca as espinhas, chupa o óleo do rosto, deixa os poros menos visíveis, e a maquiagem dura muito mais.

E tem mais: aplicando o leite de magnésia na pele, você suplementa o magnésio automaticamente para seu organismo, pois o magnésio do hidróxido de magnésio (Leite de Magnésia) é eficazmente absorvido pela pele. O magnésio é uma substância mineral e natural, não tóxica. Existem diversos estudos comprovando a eficácia do magnésio no tratamento de enxaqueca e outras dores crônicas. E o fato é que muitos de nós não ingerimos magnésio suficiente na nossa dieta.

Pois é meninas fica a dica, um matificante por um precinho camarada e que faz efeito de verdade!!! Experimentem e depois me contem.

Beijinhos,
 

34 comentários :

  1. Nossa adorei a dica do leite de magnésia, vou esperimentar.
    Encontrei o seu blog hj e amei, ja me tornei uma seguidora.

    ResponderExcluir
  2. Oi liiinda!

    Aprovei sua dica! Comprei o leite e aprovei! Só um detalhe: passei ele puro no rosto e fiquei meio vermelhinha! Recomendo fazer uma misturinha meio a meio dele com água!

    bjus

    ResponderExcluir
  3. Tentando encontradar alternativas de produtos matificantes, encontrei seu Blog e gostei muito.
    Quanto a este produto, fiquei com uma dúvida: o Leite de Magnésia deve ser usado após a hidratação? Não limpa meu creme anti rugas maravilhoso?

    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Adriana querida, o leite de magnésia suga o produto para a sua pele, ele tem fácilidade em ser absorvido, mas após o creme espere uns 5 minutinhos para aplicar o leite de magnésia. Acredite vc vai amar. bjs.

    ResponderExcluir
  5. Adriana28/10/10

    Núbia Oliveira,
    obrigada por responder. Começo a usar amanhã mesmo.
    Beijo

    ResponderExcluir
  6. Olá! Gostaria de saber se o leite de magnésio é bom para desintoxicar o organismo. Pois por várias vezes o corpo da minha filha saem algumas feridinhas que vão se abrindo. Para mim é como se estivesse com sujeira e que saem dessa forma. Queria saber se ele age também como um faxineiro em nosso organismo. bjs

    ResponderExcluir
  7. Saíba o que é G12, eu naum posso te dizer muito sobre isso, pois uso o leite de magnésia apenas na pele, mas sei que minha mãe usa quando está com prisão de ventre e diz ela que ele faz uma faxina sim no organismo, mas acho melhor vc verificar com um médico. bjs

    ResponderExcluir
  8. Muito obrigada mesmo pela atenção, espero que tenha gostado do meu espaço!
    Adorei a dica do leite de magnesia e do hipoglós!
    Beijos, sucesso!

    ResponderExcluir
  9. Olha só Nubia usei e deu certo!!! minha pele é muito oleosa e estou fazendo tratamento com Adapalene pra melhorar, A tua dica porém ajuda, pois minha maquiagem não durava. bastava sentir um calorzinho e puf! meu rosto brilhava.Passei pura fiquei com o rosto branco passei delicadamente a toalha e voltou ao normal usei a maquiagem e aprovado!!! obrigada pela consideração com a mulherada e acho ke até os homens ke não querem ficar com o rosto brilhando e pegajoso irão aprovar!!!!

    ResponderExcluir
  10. Fernanda4/7/12

    Olá,eu usava leite de magnesia eu é ótimo,agora comecei a usar o leite de colonia com AS sera que posso lavar e depois passar o de magnesia pra dormir? ou é muita coisa pra pele??
    tenho muitas acnes manchas e oleosidade....
    Obrigado pela atenção desde já

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu so o leite de magnésia antes da make, depois do leite de colônia vc precisa hidratar a pele, com um hidratante para pele oleosa. Pq mesmo pele oleosa precisa de hidratação e de dia SEMPRE filtro solar. bjs

      Excluir
    2. Cara Colega ! Parabens pelos comentarios sobre esta Maravilha (Como voçe muito bem Definiu)
      Observava na infancia, que as casas de amigos e vizinhos, sempre tinham na prateleira um frasco azul da Magnesia de Philips.
      E devido eu ser um Dependente CITRICO, de vez em quando a acidez, sinaliza que está em alta . Então Me lembrei de tomar em jejum de vez em quando 1 colher dissolvida em um copo de agua natural em jejum, O que tem efeito, pois somem os sintomas que surgem na bôca da acidez .
      Sempre fui e sou Viajante Comercial, E em viagem de 15 horas de Onibus, sentia o incomodo da ausencia daquele banho amigo, e a acidez se fazia presente na região peniana,promovendo um tremendo incomodo, inclusive ardor durante o ato da micção,na Mucosa.
      Como Uso este produto (por indicação de um dermatologista ) a mais de 35 anos como desodorante
      (uma gota apo´s o banho em cada axila ) e aguardando secar para não manchar a camisa.
      Resolvi aplicar no Penis, afetado rubro e o Resultado foi EXELENTE .
      Dai nunca mais tive problema deste tipo de afecção incomodativa .
      E até hoje não tive lembranças de perguntar a um Ginecologista ou outro operario da Saude, SE o L.M.P. Tem ação bactericida ou anti-inflamatoria, e se age contra os FUNGOS, que atacam as regiões chamadas intimas . OK? OK!

      Mestry Badahra mestrybadahra@ig.com.br Vitoria ES

      EM tempo :Minha caixa de entrada no IG, está sem portas, sempre aberta, para receber informações felizes como esta, que por acaso descobri aqui no PC.
      Mais uma Vez obrigado e Parabens pela sua Edição e pagina .
      .

      Excluir
    3. OS BENEFÍCIOS DO CLORETO DE MAGNÉSIO
      Está comprovado científicamente que a grande maioria dos seres humanos apresentam carência do elemento Magnésio no organismo, sendo este muito importante para o nosso metabolismo.

      O stress, a idade, drogas, bebidas alcoólicas, fumo, alimentação deficiente podem levar a uma carência cada vez maior resultando em complicações como artrose, problemas reumáticos, arritmias, infarto e problemas circulatórios.

      O CLORETO DE MAGNÉSIO É:

      • Suplemento mineral, procedente da água do mar.
      • Catalisa a atividade de enzimas, hormônios e vitaminas necessárias à vida,
      • estimula as sínteses bioquímicas do organismo,
      • age sobre o sistema simpático, freando a atividade nervosa,
      • acelera a respiração celular,
      • influi sobre o equilíbrio neuro-muscular,
      • entra na formação dos dentes e ossos,
      • regula a absorção do cálcio e potássio.
      • Equilibra o ph sanguíneo pela neutralização direta de ácidos no sangue.
      Como resultado, ele colabora para a formação e fortalecimento dos tecidos ósseos e cartilaginosos, revigorando o organismo e estimulando sua produção de defesas contra enfermidades.
      O cloreto de magnésio não é remédio, mas alimento. Não tem contra-indicação, a não ser para quem sofra de insuficiência renal. É compatível com qualquer medicamento simultâneo. O adulto precisaria obter dos alimentos o equivalente a três doses; se não conseguir, pode aumentar um pouco a dose diária para não adoecer; dificilmente se ultrapassa o limite, pois as doses indicadas para pessoas de 40 a 100 anos são mínimas.
      O cloreto de magnésio põe em ordem todo o corpo. É substituível pelo hidróxido de magnésio (leite de magnésia), pois este ao entrar no estômago reage com o ácido clorídrico, transfomando-se em cloreto. Contudo a absorção intestinal do cloreto é superior à do hidróxido.

      HISTÓRICO:
      O primeiro proeminente pesquisador a investigar e a promover os efeitos antibióticos do magnésio foi um cirurgião francês, Professor Pierre Delbet MD. Em 1915 ele foi à procura de uma solução para limpar feridas dos soldados, porque ele descobriu que os anti-sépticos tradicionalmente utilizados nos tecidos danificados incentivavam as infecções em vez de as prevenir. Em todos os seus testes a solução de cloreto de magnésio foi de longe a melhor. Não somente ele era inofensivo para os tecidos, mas também aumentava enormemente a atividade dos leucócitos e a fagocitose, a destruição de micróbios.
      Mais tarde o Prof Delbet também realizou experimentos com aplicações internas de cloreto de magnésio e descobriu ser um poderoso imuno-estimulante. Em suas experiências a fagocitose aumentou em até 333%. Isto significa que após ingestão do cloreto de magnésio o mesmo número de glóbulos brancos destruía até três vezes mais micróbios do que antes.
      Gradualmente o Prof Delbet descobriu que o cloreto de magnésio era benéfico para uma ampla gama de doenças. Estes incluíram doenças do aparelho digestivo, tais como colite e problemas na vesícula, doença de Parkinson, tremores e cãibras musculares, acne, eczema, psoríase, verrugas e prurido cutâneo, impotência, hipertrofia prostática, cerebral e problemas circulatórios, asma, febre, urticária e reações anafiláticas. Cabelo e unhas ficaram mais fortes e saudáveis e doentes tinham mais energia.
      Prof. Delbet também descobriu um efeito preventivo muito bom sobre o câncer e em condições pré-cancerosas, tais como leucoplasia, hiperqueratose e mastite crônica. Estudos epidemiológicos confirmou que as regiões ricas em magnésio no solo tinham menos câncer do que aqueles com baixos níveis magnésio.


      Excluir
    4. OS BENEFÍCIOS DO CLORETO DE MAGNÉSIO
      Está comprovado científicamente que a grande maioria dos seres humanos apresentam carência do elemento Magnésio no organismo, sendo este muito importante para o nosso metabolismo.

      O stress, a idade, drogas, bebidas alcoólicas, fumo, alimentação deficiente podem levar a uma carência cada vez maior resultando em complicações como artrose, problemas reumáticos, arritmias, infarto e problemas circulatórios.

      O CLORETO DE MAGNÉSIO É:

      • Suplemento mineral, procedente da água do mar.
      • Catalisa a atividade de enzimas, hormônios e vitaminas necessárias à vida,
      • estimula as sínteses bioquímicas do organismo,
      • age sobre o sistema simpático, freando a atividade nervosa,
      • acelera a respiração celular,
      • influi sobre o equilíbrio neuro-muscular,
      • entra na formação dos dentes e ossos,
      • regula a absorção do cálcio e potássio.
      • Equilibra o ph sanguíneo pela neutralização direta de ácidos no sangue.
      Como resultado, ele colabora para a formação e fortalecimento dos tecidos ósseos e cartilaginosos, revigorando o organismo e estimulando sua produção de defesas contra enfermidades.
      O cloreto de magnésio não é remédio, mas alimento. Não tem contra-indicação, a não ser para quem sofra de insuficiência renal. É compatível com qualquer medicamento simultâneo. O adulto precisaria obter dos alimentos o equivalente a três doses; se não conseguir, pode aumentar um pouco a dose diária para não adoecer; dificilmente se ultrapassa o limite, pois as doses indicadas para pessoas de 40 a 100 anos são mínimas.
      O cloreto de magnésio põe em ordem todo o corpo. É substituível pelo hidróxido de magnésio (leite de magnésia), pois este ao entrar no estômago reage com o ácido clorídrico, transfomando-se em cloreto. Contudo a absorção intestinal do cloreto é superior à do hidróxido.

      HISTÓRICO:
      O primeiro proeminente pesquisador a investigar e a promover os efeitos antibióticos do magnésio foi um cirurgião francês, Professor Pierre Delbet MD. Em 1915 ele foi à procura de uma solução para limpar feridas dos soldados, porque ele descobriu que os anti-sépticos tradicionalmente utilizados nos tecidos danificados incentivavam as infecções em vez de as prevenir. Em todos os seus testes a solução de cloreto de magnésio foi de longe a melhor. Não somente ele era inofensivo para os tecidos, mas também aumentava enormemente a atividade dos leucócitos e a fagocitose, a destruição de micróbios.
      Mais tarde o Prof Delbet também realizou experimentos com aplicações internas de cloreto de magnésio e descobriu ser um poderoso imuno-estimulante. Em suas experiências a fagocitose aumentou em até 333%. Isto significa que após ingestão do cloreto de magnésio o mesmo número de glóbulos brancos destruía até três vezes mais micróbios do que antes.
      Gradualmente o Prof Delbet descobriu que o cloreto de magnésio era benéfico para uma ampla gama de doenças. Estes incluíram doenças do aparelho digestivo, tais como colite e problemas na vesícula, doença de Parkinson, tremores e cãibras musculares, acne, eczema, psoríase, verrugas e prurido cutâneo, impotência, hipertrofia prostática, cerebral e problemas circulatórios, asma, febre, urticária e reações anafiláticas. Cabelo e unhas ficaram mais fortes e saudáveis e doentes tinham mais energia.
      Prof. Delbet também descobriu um efeito preventivo muito bom sobre o câncer e em condições pré-cancerosas, tais como leucoplasia, hiperqueratose e mastite crônica. Estudos epidemiológicos confirmou que as regiões ricas em magnésio no solo tinham menos câncer do que aqueles com baixos níveis magnésio.


      Excluir
    5. OS BENEFÍCIOS DO CLORETO DE MAGNÉSIO
      Está comprovado científicamente que a grande maioria dos seres humanos apresentam carência do elemento Magnésio no organismo, sendo este muito importante para o nosso metabolismo.

      O stress, a idade, drogas, bebidas alcoólicas, fumo, alimentação deficiente podem levar a uma carência cada vez maior resultando em complicações como artrose, problemas reumáticos, arritmias, infarto e problemas circulatórios.

      O CLORETO DE MAGNÉSIO É:

      • Suplemento mineral, procedente da água do mar.
      • Catalisa a atividade de enzimas, hormônios e vitaminas necessárias à vida,
      • estimula as sínteses bioquímicas do organismo,
      • age sobre o sistema simpático, freando a atividade nervosa,
      • acelera a respiração celular,
      • influi sobre o equilíbrio neuro-muscular,
      • entra na formação dos dentes e ossos,
      • regula a absorção do cálcio e potássio.
      • Equilibra o ph sanguíneo pela neutralização direta de ácidos no sangue.
      Como resultado, ele colabora para a formação e fortalecimento dos tecidos ósseos e cartilaginosos, revigorando o organismo e estimulando sua produção de defesas contra enfermidades.
      O cloreto de magnésio não é remédio, mas alimento. Não tem contra-indicação, a não ser para quem sofra de insuficiência renal. É compatível com qualquer medicamento simultâneo. O adulto precisaria obter dos alimentos o equivalente a três doses; se não conseguir, pode aumentar um pouco a dose diária para não adoecer; dificilmente se ultrapassa o limite, pois as doses indicadas para pessoas de 40 a 100 anos são mínimas.
      O cloreto de magnésio põe em ordem todo o corpo. É substituível pelo hidróxido de magnésio (leite de magnésia), pois este ao entrar no estômago reage com o ácido clorídrico, transfomando-se em cloreto. Contudo a absorção intestinal do cloreto é superior à do hidróxido.

      HISTÓRICO:
      O primeiro proeminente pesquisador a investigar e a promover os efeitos antibióticos do magnésio foi um cirurgião francês, Professor Pierre Delbet MD. Em 1915 ele foi à procura de uma solução para limpar feridas dos soldados, porque ele descobriu que os anti-sépticos tradicionalmente utilizados nos tecidos danificados incentivavam as infecções em vez de as prevenir. Em todos os seus testes a solução de cloreto de magnésio foi de longe a melhor. Não somente ele era inofensivo para os tecidos, mas também aumentava enormemente a atividade dos leucócitos e a fagocitose, a destruição de micróbios.
      Mais tarde o Prof Delbet também realizou experimentos com aplicações internas de cloreto de magnésio e descobriu ser um poderoso imuno-estimulante. Em suas experiências a fagocitose aumentou em até 333%. Isto significa que após ingestão do cloreto de magnésio o mesmo número de glóbulos brancos destruía até três vezes mais micróbios do que antes.
      Gradualmente o Prof Delbet descobriu que o cloreto de magnésio era benéfico para uma ampla gama de doenças. Estes incluíram doenças do aparelho digestivo, tais como colite e problemas na vesícula, doença de Parkinson, tremores e cãibras musculares, acne, eczema, psoríase, verrugas e prurido cutâneo, impotência, hipertrofia prostática, cerebral e problemas circulatórios, asma, febre, urticária e reações anafiláticas. Cabelo e unhas ficaram mais fortes e saudáveis e doentes tinham mais energia.
      Prof. Delbet também descobriu um efeito preventivo muito bom sobre o câncer e em condições pré-cancerosas, tais como leucoplasia, hiperqueratose e mastite crônica. Estudos epidemiológicos confirmou que as regiões ricas em magnésio no solo tinham menos câncer do que aqueles com baixos níveis magnésio.


      Excluir
  11. Anônimo30/8/12

    adorei as dicas,tbm vou usar!!

    ResponderExcluir
  12. Anônimo31/8/12

    serve tambem o leite de magnesia magmax?

    ResponderExcluir
  13. Anônimo2/12/12

    funciona somente para peles oleosas, ou qualquer pessoa pode usar antes da makiagem?

    ResponderExcluir
  14. Anônimo20/3/13

    Gente, super funciona!!! Comecei a usar faz poucos dias e já vejo diferença. Tem dias na semana que trabalho o dia todo e ainda tenho a facul de noite e a make dura mesmo!!! Passo hidratante de noite e depois aplico o leite só nas espinhas, para secarem. E de manhã passo meu filtro solar oil free e por cima uma mistura do leite + água (uma camada bem fina) e aí a make. É demais. Minha pele melhorou da oleosidade em poucos dias. Só cuida pra não ressecar demais!! É bom usar sempre um hidratante, mesmo para peles muito oleosas. Bjs

    ResponderExcluir
  15. Anônimo25/4/13

    eu estou gestante eu posso usar

    ResponderExcluir
  16. Anônimo29/4/13

    isso funciona em homem ? posso pssar na face inteira ?

    ResponderExcluir
  17. Anônimo10/5/13

    Posso usar o leite de magnesio puro no rosto a noite p/ dormir e lavar só pela manhã? E sai tbm as manchas de espinhas ou devo passar algo mais?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Misture com água, porções iguais de cada.

      Excluir
  18. Anônimo10/5/13

    minha pele ressecou muito em apenas um dia que eu passei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc misturou com água? eu uso metade água e metade o leite de magnésia.

      Excluir
  19. Anônimo2/6/13

    Oi, tenho passado ja ha alguns tres diad e dar super certo , mais tem que tomar bastante cuidado para nao passa em grande quantidade e ficar com a pele ressecada ;)

    ResponderExcluir
  20. Anônimo5/6/13

    mais eu posso passar este produto durante a noite?

    ResponderExcluir
  21. Anônimo27/6/13

    Para o mau cheiro nas axilas tem um limite de dias para dar resultado ou tem que ser um tratamento continuo?

    ResponderExcluir
  22. Foi a única coisa que deu jeito no cheiro das axilas do meu filho mais novo e no chulé do mais velho, coloco no vidro de desodorante, ponho a bolinha de volta no lugar e, pronto. Para chulé eu passo na palmilha e deixo secar, reaplico toda vez que lavo, o chulé sumiu!

    ResponderExcluir
  23. Anônimo28/6/14

    Meu nome é Isis, tenho 54 anos e tomei leite de magnésia Philips até os 7 anos de idade. Minha mãe me dava uma colher todas as manhãs. Minha pele é incrivel nunca tive problemas com espinhas e nada ! meu organismo funciona muito bem ! Agora retomei com a magnésia para prevenção de doenças. Até meus fogachos de menopausa sumiram ! Beijos a todas !

    ResponderExcluir
  24. Anônimo10/9/14

    Muito bom mesmo!! Amei parabéns...

    ResponderExcluir
  25. Anônimo10/9/14

    Sempre usei, eu tenho 45 anos ,,,tenho uma pele maravilhosa e em todo ..tudo de bom; eliane

    ResponderExcluir
  26. Anônimo12/9/14

    Oi, meninas! Desculpem minha intromissão, mas saúde e beleza sempre devem interessar a todos, não? Bem, alguns confundem MAGNÉSIO puro, HIDRÓXIDO de Magnésio e Cloreto de Magnésio, 3 coisas distintas; isso pode ser arriscado quanto a remédios e/ou alimentos, não é? O tema no blog é HIDRÓXIDO DE MAGNÉSIO, apelidado num "medicamento" comercial de "Leite de MagnésiA" (nome de um antigo local da Grécia ou Turquia - vizinhos rivais -, onde havia pedras "magnesiadas"). Bem, UMA colher de sopa de tal produto contém no máximo entre 7 e 15 mL de Hidróxido de magnésio (15 mL contêm 1282,50 mg de Hidróxido - não de MAGNÉSIO puro propriamente!). Embora apareça indicado como antácido e laxante, é preciso cuidado, pois podem ocorrer riscos e até graves danos. (Eu tomo magnésio funcional, não derivado nem composto - oligoelemento: dosagem muito baixa.) - Valeu?

    ResponderExcluir

Pode comentar à vontade, se quiser manda também e-mail para: nubia2607@gmail.com



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...